Associação Mato-grossense dos Defensores Públicos

Acompanhe nossa página no Facebook

Dia Mundial da Luta contra o Trabalho Infantil

Avatar de Yuri Peixoto Por: Yuri Peixoto

Publicado em 11/06/2019


Dia Mundial da Luta contra o Trabalho Infantil

Na data de 12 de junho, é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. Esta data foi criada em 2002, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), agência da Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo alertar as diferentes áreas do governo e da sociedade em geral, sobre a realidade do trabalho infantil. O Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil deseja assim promover o direito de todas as crianças serem protegidas da exploração infantil e doutras violações dos seus direitos humanos fundamentais, assim como a combater todos os tipos de trabalho infantil.



Segundo dados da Unicef, mais de 169 milhões de crianças sofrem com o Trabalho Infantil mundialmente. Uma estimativa feita pela OIT afirma que 20 em cada 100 crianças, começam a trabalhar a partir dos 15 anos.

No Brasil

(Fonte: PNAD 2015)

  • Entre 1992 e 2015, 5,7 milhões crianças e adolescentes deixaram de trabalhar no Brasil, o que significou uma redução de 68%.
  • Entretanto, ainda há 2,7 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil no país.
  • 59% das crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil são meninos e 41% são meninas.
  • A maioria da população ocupada entre cinco e 17 anos está nas regiões Nordeste (852 mil) e Sudeste (854 mil), seguidas das regiões Sul (432 mil), Norte (311 mil) e Centro-Oeste (223 mil).
  • Todas as regiões apresentam maior incidência de trabalho infantil em atividades que não são agrícolas, exceto a região Norte.
  • A maior concentração de trabalho infantil está na faixa etária de 14 a 17 anos (83,7%).
  • O trabalho infantil entre crianças de cinco a nove anos aumentou 12,3% entre 2014 e 2015, passando de 70 mil para 79 mil.



Compartilhe este texto

Copyright © Amdep 2019. Todos os direitos reservados

Design e Desenvolvimento: Yuri Peixoto