Associação Mato-grossense
das Defensoras
e Defensores Públicos

Acompanhe nossas mídias sociais

Defensoria integra REVDFCM de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento

Avatar de Tânia Matos Por: Tânia Matos

Publicado em 14/08/2019


Defensoria integra REVDFCM de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento

A Defensoria Pública do Estado integra a Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de VG e Livramento desde seu nascedouro, em dezembro de 2017. 

A defensora Lindalva Fátima Ramos, representando a Rede de Frente esteve em Várzea Grande para apresentar o projeto, que já vinha sendo desenvolvido em Barra do Garças.

Participaram da reunião ocorrida na OAB subseção de VG: a sociedade civil, administração pública e sistema de justiça. 

Desde então um protocolo de intenções com diversas entidades foi assinado com o intuito de formar a Rede de Enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher de VG e Livramento. 

Dez meses depois dois serviços foram lançados: o Grupo Reflexivo para Homens e a Patrulha Maria da Penha. 

A Patrulha Maria da Penha é composta pela Guarda e PM e faz visitas às mulheres que têm medida protetiva e que aceitam o acompanhamento do serviço, além de monitorar o homem que deve se manter afastado da vítima.

Um ano depois foi assinado o Termo de Cooperação Técnica com todas as entidades parceiras.

Compõem a Rede: Polícia Militar, Guarda Municipal de VG, Polícia Judiciária Civil, Poder Judiciário, Ministério Público,  Defensoria Pública, prefeitura de VG e NSL,  LÍRIOS, ABMCJ-MT, BPW de VG, Ordem dos advogados do Brasil, subseção de VG. 

Na última quinta feira, dia 08 de agosto, para comemorar a lei Maria da Penha a defensora que atua na vara de violência doméstica de VG, Tânia Regina de Matos, esteve a convite da equipe técnica do CREAS do município,  no auditório do órgão para uma roda de conversa com os homens. O tema foi Orientação Jurídica.

Todas as quintas os homens que são encaminhados pela justiça para o Grupo Reflexivo - SER - têm  a oportunidade de conversar sobre o que aconteceu, dar a sua versão sobre os fatos e sanar dúvidas a respeito da lei 11.340.

Durante os 13 Encontros que são oferecidos aos homens eles participam de módulos que discutem Comunicação Não Violenta e Masculinidades Tóxicas, além de oficinas sobre temas correlatos, com intuito de reflexão.


Compartilhe este texto

Fale Conosco

Onde estamos

Rua Carrara, nº 10 - Bairro Jardim Itália | Cuiabá - MT

(65) 3052-7337

contato.amdep@gmail.com